quarta-feira, 30 de abril de 2014

Como crianças aprendem um novo idioma






A vontade de ver os filhos falando outras línguas já é um desejo que faz parte dos planos de muito pais. Despertar esse interesse cedo e investir no aprendizado dos filhos é um passo inicial, mas o mais importante é deixar a criança confortável com a nova informação.
Uma maneira simples é começar devagar, entre 5 a 7 anos, estimulando o contato da criança com o outro idioma. O inglês talvez seja a língua estrangeira que está mais perto, através de jogos, games, filmes que fazem parte da vida dos pequenos já há muita informação na língua inglesa.
O inglês para crianças começa assim, pelo contato lúdico, através de músicas, jogos interativos que criem no aluno uma chance de querer ir adiante. Se os pais puderem dedicar alguns minutos diários para essas atividades é ainda melhor, a união da brincadeira e da instrução. Nome de cores, números, nomes de animais, frutas e verduras são informações que vão criando aos poucos o primeiro vocabulário da criança.
Neste fase a criança já consegue organizar melhor as informações recebidas. Os estímulos sonoros, visuais são indispensáveis porque faz a memória agir com mais elementos e que são lembrados com mais facilidade. De acordo com especialistas, muitas pessoas que tiveram contato com uma língua na infância e passam um período sem estudá-la, se retomar posteriormente o estudo, ganha um passo a frente porque já teve informações registradas no cérebro.
Para quem quer começar desde cedo um curso de inglês é primordial levar para casa o entusiasmo de aprender e buscar sempre o contato com a língua. No caso das crianças os pais podem exercer um papel importante ao dar e oferecer para as crianças maiores contatos com o idioma, através de brincadeiras, livros, audiobooks e até pequenas conversas na língua estrangeira.
Há uma vasta oferta de materiais didáticos feitos exclusivamente para crianças, coloridos, interativos e com um direcionamento importante para uma fase que necessita o despertar. As cobranças não devem ser tão rígidas, de acordo com a idade da criança há o que é possível cobrar através das atividades. Se bem direcionado o estudo de línguas pode representar na infância o mesmo significado que fazer um esporte ou usufruir de momentos de lazer, sendo assim os pequenos criam uma relação mais forte e se sentem mais confortáveis e dispostos a aprender, sem o peso de uma responsabilidade escolar.
Você investe no ensino de outro idioma para seu filho(a)?

 Texto enviado por Roberta Clarissa Leite, colaboradora do site Faculdade.net

0 comentários:

Podera também gostar de

Related Posts with Thumbnails