segunda-feira, 3 de julho de 2017

Olhar do professor: 12 escalas do brincar


brincando com pneusDá para classificar as brincadeiras infantis?
Brincar de mexer. Brincar de pular. Brincar de dançar. Brincar de desenhar. Brincar de comer. Brincar de construir. Brincar de casinha. Brincar de carrinho. Brincar de jogar. Brincar de rir… brincar de brincar.
Os brincares são intensos, variados, criativos e evoluem à medida que são brincados. Essa é a grande matéria prima da infância. Criança é feliz quando brinca e exercita as relações. Assim, esse estado de graça faz com que aconteçam aprendizagens e desenvolvimento.

AmarelinhaNo entanto, a brincadeira pode ser aprimorada e crescer em desafios. É nesse aspecto que o professor que exercita seu olhar, pode pesquisar pistas para contribuir com a ampliação do brincar: quais brincadeiras estão sendo brincadas? Quais interesses surgem? Quais materiais, espaços e conteúdos posso oferecer para ampliar?
Além desses questionamentos, escalas baseadas nas relações e nos aspectos cognitivos podem ajudar o professor a observar e acompanhar as aprendizagens das crianças: veja as 12 escalas do brincar.
Captura de Tela 2016-03-10 às 12.38.57
Captura de Tela 2016-03-10 às 12.12.25
pintando baldeOs parâmetros levantados pelos diversos estudiosos da infância e do brincar podem não traduzir a mágica envolvida nesses momentos. Acompanhar o espírito de brincadeira exige do adulto um espírito brincante também. Mas não é só o prazer que está envolvido no ato de brincar. Crianças repetem comportamentos sociais dos mais velhos, fazendo na brincadeira coisas que ainda não podem fazer na vida real. Algumas ações demandam grandes esforços: precisam vencer desafios físicos e cognitivos para realizar suas fantasias.  Assim, o prazer não é a característica que define o brincar. Crianças brincam para preencher suas necessidades … e isso é coisa séria!

0 comentários:

Podera também gostar de

Related Posts with Thumbnails